Aos 13 anos, ele decidiu ser funkeiro. Até então, Kevin Kawan de Azevedo só pensava em futebol. Hoje conhecido como MC Kevinho, o garoto nascido em Campinas é apontado por ninguém menos que Anitta como o nome do carnaval. A poderosa diz que “Olha a explosão” será um hit nos bailes, blocos e por aí vai. “Nossa, estou muito feliz com isso. Espero que ela esteja certa”, diz ele, que vai estrear em Salvador no trio de Wesley Safadão, na sexta-feira, 23: “Estou nervoso”.

De fato, o funk explodiu. Em três meses, o clipe oficial alcançou a marca de 123 milhões de visualizações. “Meu funk é dançante, não coloco palavrão e faço a mulherada mexer o bumbum do mesmo jeito”, enumera o moço de 18 anos, que é católico: “Acredito em Deus”.

Por semana, ele chega a fazer 20 shows. Não fala quanto ganha, mas após o carnaval vai botar as mãos nas chaves de seu primeiro apartamento: “Vou levar meus pais para morarem comigo. Vou tirar meu pai da fábrica em que ele trabalha. O velho fez muita hora extra para me dar o que eu queria. Agora é a minha vez.

Fome, o garoto que sonhava ser craque nos campos nunca passou. Mas ele ainda se lembra dos primeiros shows da carreira. “Acho que fazia uns dois por semana. No primeiro ganhei R$ 500. Era um bom dinheiro. Acho que gastei em roupas”, recorda.

Há seis meses, MC Kevinho não sabe o que é ter um fim de semana só para ele. “É raro de acontecer. Quando tenho tempo, tento descansar e ficar com a família e amigos”, conta. O coração está livre e desimpedido. Mas ele não quer se amarrar: “Estou na pista e pra negócio”.

FOTO: Reprodução

FOTO: Reprodução